CERTIF

Balanço de três meses de trabalho – Maio, Junho e Julho – SUCESSO E PREOCUPAÇÃO

No decorrer destes meses a BMVIV, SA, viu serem-lhe adjudicadas 23 obras espalhadas por todo o Portugal. Estas obras foram executadas em simultâneo, com prazos de execução muito apertados e com o sentido de responsabilidade de que as datas de conclusão contratualizadas teriam que ser cumpridas.

Não se tratou de uma tarefa fácil e tem que se dar os parabéns a toda a equipa de colaboradores pelo imenso esforço para que fosse possível honrar esses compromissos.

Dessas 23 obras, 20 estão concluídas e foram executadas com qualidade, rigor e compromisso. As dificuldades foram imensas e nunca vividas pela empresa, pois, o país neste momento enfrenta um problema – NÃO EXISTE MÃO DE OBRA QUALIFICADA PARA TRABALHAR, situação que achamos se vai agravar nos tempos mais próximos, pelo que, não se pode deixar de fazer um reparo às entidades competentes e que tomem medidas para que este problema seja resolvido de imediato. No caso da BMVIV, pretendemos contratar 12 novos funcionários para os vários departamentos de produção da empresa. Como verificamos que não existem mão de obra em Portugal, pensamos que isto só se resolve com a possibilidade de podermos contratar trabalhadores estrangeiros. A ser este o caminho, o processo legalização tem que ser ágil, já que as empresas podem entrar em derrapagem com custos elevados para a economia nacional caso as medidas não sejam implementadas.

O crescimento das empresas passa por o Estado perceber que é este tipo de intervenção que as empresas necessitam e que não podem ser adiadas.

Newsletter_1_2018

CONTINUAMOS A CONTRATAR NA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO

A BMVIV, SA, continua a sua aposta em recorrer à contratação de alunos formados na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo.

Esta semana foi contratado mais um quadro licenciado para funções de direcção da empresa, o que faz com que já tenham sido admitidos até ao presente, 10 recém licenciados daquela instituição de ensino.

De salientar que desses licenciados 70% são mulheres.

Presentemente colaboram com a empresa 5 desses licenciados, sendo que os restantes, após anos de trabalho na organização, decidiram seguir outros projetos profissionais.